Exames obrigatórios na gravidez

Conheça todos os exames obrigatórios durante a gravidez, veja todas as dicas e uma lista completa com os exames necessários para cuidar do seu bebê.





GOSTOU? ENTÃO CLIQUE EM:

Toda mulher sonha em ser mãe, o momento mais esperado para as mulheres é esse, de poder ver toda uma vida crescendo em sua barriga e logo em seguida ter a responsabilidade de cuidar de um bebê que acabou de vir ao mundo. Ao descobrir que a mulher está grávida, elas percebem que quase nunca estão preparadas, surgem muitas dúvidas comuns sobre cuidados durante a gravidez.

Ao ficar grávida, a mulher necessita fazer uma série de exames para manutenção da saúde da mãe e do bebê. É extremamente importante que haja um acompanhamento pré-natal do médico sobre a gravidez, a saúde da mãe e do feto durante todos os 9 meses. Muitas mulheres não sabem quais os exames são necessários para que tenha um bom acompanhamento no período de gestação, conheça abaixo dicas de exames necessários durante os nove meses de gravidez.

Antes de tudo recomendamos que você consulte um médico o mais rápido possível, só assim ele verá e irá depender da idade gestacional de cada grávida. A cada trimestre surgem novos exames, veja abaixo para que eles servem.

Lista de exames obrigatórios durante a gravidez.

– Hemograma Completo – um dos exames mais solicitados em diversos casos, quando há a suspeita principalmente de infecções e processos inflamatórios. Verifica a quantidade de plaquetas e se há sinais de anemia. É normalmente o primeiro exame a ser solicitado. Ele é feito em jejum de no mínimo 3 horas e é feito através de coleta de sangue da mãe.

– Tipagem Sanguínea – o exame que é feito para definir qual o tipo sanguíneo da mãe, se ela é Rh positivo ou – Rh negativo – Esse exame é feito para verificar se o tipo sanguíneo da mãe é compatível com o do pai, se caso não for, a mãe terá que tomar injeções de imunoglobulina na 28ª semana e nas primeiras 72 horas após o parto, caso o bebê seja Rh positivo. Essa injeção serve para que o organismo da mãe não identifique o feto como um “corpo estranho”. É um exame feito através da coleta de sangue e sai em até 1 dia útil.

– Sorologia para Sífilis – o exame que analisa se o organismo possui o vírus Treponema pallidum que o causador da Sífilis, doença que se não tratada durante a gravidez pode levar o feto à morte ou causar graves má formações. Também é realizado através de coleta de sangue da mãe.

– Sorologia para HIV – outro exame para verificar a presença de vírus, mas agora é do vírus da AIDS. Um vez detectado, a mãe inicia um tratamento para evitar que o bebê nasça com o vírus.

– Sorologia para Hepatite B – é realizado para verificar a presença do agente causador da hepatite B. Caso a doença seja transmitida para o bebê, ele sofrerá das mesmas consequências que um portador da hepatite B, podendo desenvolver a cirrose hepática.

– Sorologia para Hepatite C – um exame que verifica a presença do vírus que causa a Hepatite C. Se o bebê for infectado pela doença, também sofrerá das mesmas consequências que um adulto, podendo desenvolver cirrose hepática.

– Sorologia para Toxoplasmose – é feito para verificar se a gestante está infectada pelo vírus que causa a toxoplasmose que pode ser transmitida através de alimentos contaminados ou através das fezes de bichos como pombos e gatos.

– Sorologia para Rubéola – feito para verificar se a gestante não contraiu a doença. Embora seja inofensiva para a gestante, a doença pode levar a má formações cardíacas, oculares e cerebrais do feto.

– Sorologia para Citomegalovírus – verifica se a gestante possui o vírus causador. Uma vez passado para o feto, poderá ocasionar em baixo peso, microcefalia e icterícia.
Urocultura é um exame que verifica se a gestante possui infecção urinária através da coleta de urina e análise da mesma. A infecção urinária pode adiantar o trabalho de parto e o bebê nascer prematuro.

– Papanicolau – um exame rotineiro de visitas a médicos ginecológicos, que verifica se há alguma modificação ou problema no colo do útero, como o câncer. Também identifica infecções vaginais que podem atrapalhar no desenvolvimento do bebê.

– Ultrassom Transvaginal – é usado para verificar a presença do embrião, quanto tempo de gestação, se há problemas com o embrião, frequência cardíaca do feto e se há mais de um sendo gerado.

– Translucência nucal – é feito para verificar as pregas da nuca do bebê, possibilitando diagnosticar caso o bebê tenha alguma síndrome, como a síndrome de down. É feito através de ultrassom abdominal ou transvaginal.

– Teste de intolerância a glicose – é feito para verificar a tolerância da gestante a glicose, vendo se há uma possível diabetes, para que não ocasione problemas futuros.

Há diversos exames que são indicados em casos específicos, consulte o seu médico regularmente para acompanhar a saúde de seu bebê durante toda a gravidez para não ter problemas futuros.


Receba gratuitamente atualizações, promoções e novidades exclusivas.


Artigos Relacionados:

Deixe um comentário